Como testar a segurança de um site wordpress usando serviços online?

Como testar a segurança de um site wordpress usando serviços online?

Vou ter mostrar como testar a segurança de um site WordPress, e como isso é importante, pois as ameaças são diárias.

O WordPress é um sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS) dinâmico e com código aberto, e é usado em milhões de sites, aplicações web e blogs. Atualmente ele é utilizado em mais de 40% dos primeiros 10 milhões de sites na internet.

Sua usabilidade e extensibilidade, assim como o desenvolvimento sólido de sua comunidade, fazem do WordPress uma escolha popular e segura para sites de todos os tamanhos.

Ocupa uma fatia de mercado de 62% entre os sites que utilizam algum CMS.

E por sua grande utilização, acaba sendo visados pelos criminosos a procura de vulnerabilidades para a instalação de scripts maliciosos, com o objetivo de enviar spam e até infectar que visita o site.

Ferramentas para testar a segurança de um site

1. WPSEC Automated WordPress Scans

Ferramenta on line WPSEC - testar segurança de um site

O WPSEC aproveita o banco de dados de vulnerabilidade WPScan para comparar a versão e relatar se algum itens encontra-se vulnerável, plug-in ou tema.

2. Sucuri SiteCheck scanner

Ferramenta on line SUCURI - testar vulnerabilidade de um site

O Sucuri SiteCheck scanner verificará o site em busca de malware conhecido, vírus, status de lista proibida, erros de site, software desatualizado e código malicioso.

3. IsItWP Security Scanner

Ferramenta on line ISITWP

O scanner de segurança WordPress gratuito IsItWP irá ajudá-lo a verificar seu site em busca de malware e hacks conhecidos. Ele também verifica o status do seu domínio com os principais mecanismos de pesquisa.

4. Geekflare WordPress Security Scanner

Ferramenta on line GEEKFLARE

Geekflare WP Security Scanner aproveita-se de um poderoso scanner de vulnerabilidade, o WPScan, para realizar uma checagem no wordpress, tema, plugins e arquivos javascript.

Também verifica se o site encontra-se me alguma lista de bloqueio.

5. WPScan

Ferramenta WPSCAN - Plugin WordPress e Programa Linux e Mac

O WPScan é um scanner de segurança WordPress de código aberto. Você pode usá-lo para verificar o seu site WordPress em busca de vulnerabilidades conhecidas no núcleo do WordPress, bem como plug-ins e temas populares do WordPress.

WPScan é um aplicativo Ruby. Você pode executar o WPScan no Linux e macOS instalando o Ruby gem. Você também pode executá-lo clonando o repositório WPScan Github

A maneira mais rápida de começar a usar o WPScan é instalar o plug-in WPScan em seu site WordPress para testar a segurança do site. Você também pode usar uma imagem do Docker pronta. Se você nunca usou o Docker e não deseja instalar o plug-in, você pode encontrar o WPScan instalado em distribuições Linux focadas em testes de penetração, como Pentoo e Kali linux.

WordPress e segurança do site

A Equipe de segurança do WordPress é formada por aproximadamente 50 especialistas, incluindo desenvolvedores líderes e pesquisadores da área de segurança, sendo quase metade formada por empregados da Automattic (criadores do WordPress.com, a maior e mais antiga plataforma de hospedagem WordPress na internet) e vários trabalhadores da área de segurança da rede.

A equipe consulta renomados pesquisadores de segurança e empresas de hospedagem. E colabora frequentemente com outras equipes de segurança para corrigir problemas de dependências comuns.

A versão mais recente do núcleo do WordPress é segura, mas quando você usa temas e plug-ins, a responsabilidade pela segurança se espalha e, às vezes, pode conter sérias vulnerabilidades de segurança.

Conclusão: Testar a segurança do site é super importante.

Espero que você tenha percebido o quando é importante testar a segurança do site WordPress e que ações devem ser realizadas para mantê-lo seguro.

Caso tenha alguma dúvida, só perguntar na área de comentários.

Contamos com um serviço para realizar uma checagem de segurança no seu site.

Confira também nosso artigo: 7 motivos por que trabalhamos com o WordPress na criação de sites.

No meu perfil do Instagram tem um post com 8 erros cometidos ao se ter um site WordPress.

Paulo Miranda

Eterno programador, formado em 1997. Empreendedor na Baruk Soft desde 2017. Estou há mais de 20 anos codificando, resolvendo problemas e criando soluções. Já participei da implantação da bilhetagem eletrônica em duas capitais. Aprendi HTML em 97, quando fiz meu primeiro site. Entrei no mundo mobile em 2001 ao criar um sistema de força de vendas no jurássico PalmOS. Aplicativos para Android desde 2012. E aplicativos para IOS só aprendi em 2015 quando trabalhei em uma startup.

Deixe uma resposta